20/04/2013

Test ride: Honda CB500F

A nova Honda CB500F é uma moto que é apresentada num terreno algo escorregadio, com a mesma potência, menos binário e consumos anunciados a par das conhecidas e bem sucedidas NC700, apresenta também despesas de utilização (na manutenção programa, no imposto único de circulação e no seguro) semelhantes às das NC e caindo na mesma categoria de carta de condução A2... então, porquê comprar uma CB500F e não uma NC700S? A resposta prender-se-a mais a uma questão de paixão do que pela razão, a CB500F tem um motor "convencional" de mota ao contrário do motor que equipa a gama NC700, que muitas vezes é apelidado de "Diesel" pela gama de rotação disponível mais reduzida.
Parada, a CB500F é uma mota agradável à vista, simples e sem grandes complicações (tem o ABS como opção), despida de protecção aerodinâmica, pequena e aparentemente leve. Em andamento, comprova a leveza e demonstra ter boa agilidade adequada a uma primeira mota, sendo capaz de entusiasmar com uma posição de condução confortável.

Em andamento, a CB500 revela-se um conjunto ágil e divertido, transmitindo confiança acabando por incutir aos mais inexperientes (onde me incluo) uma boa dose de confiança num princípio de vida em duas rodas. O motor bicilíndrico não assombra, mas deixa as sementes para uma posterior subida na potência e na cilindrada após a aquisição das bases.
A velocidade máxima é mais que suficiente para trazer "problemas com as autoridades"... sendo que, a partir de certa altura (120-140km/h), e fruto de usar um capacete de má qualidade, mais parece que me vai saltar o capacete, a cabeça e parte do tronco! 

Os acabamentos em pormenor poderiam ser melhores, nota-se alguma contenção de custos por parte do fabricante pela necessidade de fazer um produto acessível e que se enquadre na restante gama (a comparação com a NC700 é incontornável, mas os rumores de alterações à NC já andam no ar).

Entre o conceito da NC e a renascida CB... optaria, pessoalmente, pela CB500F, apesar de ser quase certo que os consumos da CB serão superiores aos da NC, acho o motor capaz de dar mais prazer no geral... e, esteticamente, a CB500F também ganha, despida e de peito aberto aos elementos, capaz de enfrentar... o trânsito todas as manhãs, vá!


Enviar um comentário