25/05/2015

Comparativo carro vs scooter após 30 mil quilómetros

É um tema muitas vezes debatido ao vivo e virtualmente: será realmente mais económica uma scooter que um automóvel?
Havendo muitas variáveis (desde as características dos veículos até à mais importante de todas, o condutor) que podem fazer chegar a uma conclusão diferente da que será aqui apresentada, estas são as contas do "velho" Ibiza versus a PCX para 30 mil quilómetros (percorridos ao longo de três anos).
 
Honda PCX 125 eSP (2012) 
Consumos registados: 2.11l/100km
Intervalos de revisão: 4000km

Combustível (gasolina 95RON): 966.04€
Revisões: 483.44€
Seguro: 297.30€
Imposto único de circulação: 16.30€
Pneus: 123.00€
Equipamento: 687.56€
Total: 2573.54€


Seat Ibiza 1.9D CLX (1994)
Consumos registados: 5.05l/100km
Intervalos de revisão: 10000km

Combustível (gasóleo): 1988.37€
Revisões: 417.24€
Seguro: 486.00€
Imposto único de circulação: 96.00€
Pneus: 103.14€
Inspecção Periódica Obrigatória: 89.26€
Total: 3180.01€

O Ibiza estava na altura de trocar a correia de distribuição (com substituição da bomba de água incluída) e precisava de dois amortecedores à frente, bem como de um termóstato, o que está contabilizado no valor das revisões, por serem intervenções obrigatórias se se tivesse continuado a circular com o Ibiza.
Os valores das revisões são só do material a aplicar no automóvel, foram apurados recorrendo a uma página de peças online, recaindo a escolha no material usualmente escolhido pelo mecânico nas intervenções anteriormente realizadas. 
O valor dos pneus do automóvel é o de um par de pneus de baixa resistência ao rolamento de gama média.
A PCX perde no valor pago pelas revisões (feitas no representante, com material de origem e cumprindo os intervalos de quatro mil quilómetros apontados pelas oficinas dos representantes, em vez dos oito mil recomendados pela Honda), ficando equiparada no valor dos pneus mas estes duram, à partida e em condições normais, menos que os do automóvel. 
Há a necessidade de comprar equipamento de protecção adequado a uma utilização em qualquer condição climatérica, que é a grande desvantagem da scooter mas, em contrapartida, esta esmaga o automóvel no valor pago por combustível, no imposto único de circulação e no seguro obrigatório, também não tem inspecção periódica obrigatória anual... e, para quem se desloca para o centro da cidade, não paga estacionamento.
Gráfico de Consumos da Honda PCX (30.000km)

A diferença entre as despesas de ambos os veículos cifra-se em 606.47€ a favor da scooter para uma distância percorrida de 30 mil quilómetros ao longo de três anos... mas cada caso é um caso, e deve ser analisado individualmente.
Enviar um comentário