16/11/2015

Uma bateria nunca vem só?

Como se o apontamento de sábado não fosse suficiente, no dia seguinte, para não se ficar atrás, a bateria da CBF entregou a alma ao criador com uma patética tentativa de arranque do motor... ou deverei antes dizer, com um sonolento e imperceptível resmungar típico de quem se virá para o outro lado para continuar a dormir quando o tentam acordar.
EXIDE bike maintenance free
Posto isto, hoje era dia de ir às compras, tendo encontrado uma bateria por 41€ na Fernando Duarte Gonçalves. A caixa de cartão que servia de embalagem pareceu-me demasiado grande para uma bateria tão pequena e, de facto, era. Dentro da caixa vinha uma bateria, seis embalagens de ácido, parafusos e porcas e um manual de instruções... a embalagem não referia a necessidade de montagem da própria bateria. Apanhado de surpresa mas a tarefa de encher as células com o ácido acabou por ser mais simples do que apertar os terminais à bateria (as porcas, nesta bateria estão soltas, e os terminais da cabelagem são ligeiramente maiores do que os pólos da bateria) o que acabou por se revelar a tarefa mais difícil de toda a operação.
Bateria devidamente fixa no local e a CBF lá acordou ao pressionar do botão de arranque e, para não me fazeres passar vergonhas, só sais amanhã!
Enviar um comentário