20/01/2014

O aumento de preço do GPL

Desde do início do ano que o GPL passou a ter incluído no seu preço mais um imposto, a Contribuição de Serviço Rodoviário (imposto este que serve para financiar as Estradas de Portugal, sem resultados visíveis), que se cifra nos 53€ por cada mil litros de combustível, equiparando, nesta contribuição o GPL aos restantes combustíveis rodoviários, gasolina e gasóleo (tendo ambos uma contribuição mais elevada e que também sofreu um agravamento para este ano).
Este imposto, em conjunto com um aumento do combustível (algo que é usual no Inverno) tornou o GPL mais caro para o consumidor 10 a 12 cêntimos em alguns casos, o que tem levado a algumas tomadas de opinião e a discussões no que toca à rentabilidade da utilização do GPL como combustível, mais ainda visto que este aumento foi (e ainda está a ser) acompanhado de uma descida do valor cobrado quer pela gasolina, quer pelo gasóleo.
A fim de apurar a rentabilidade há a necessidade de analisar caso a caso, ora pelo automóvel onde foi feita a instalação (consumos e eficiência energética do mesmo), ora pelo sistema instalado (sistemas aspirados, injecção gasosa ou injecção líquida, indirecta ou directa) e até por comparação com uma viatura equivalente com mecânica Diesel.

Usando como comparação o Corolla 1.4 D4D de 90cv que apresenta um consumo combinado de 5.4l/100km, usando como referência o preço do litro de gasóleo de uma bomba de baixo custo da zona onde resido (1.314€), usando o valor mais baixo a que consigo encontrar GPL em Lisboa (contando com o desconto do cartão Galp Frota da ANIC-GPL no valor de 7 cêntimos, 0.764€/l) e usando o valor médio de todos os abastecimentos de gasolina desde a instalação para os arranques e lubrificação das válvulas (1.513€/l) estas são as minhas contas:


  • Corolla 1.6 VVT-i GPL
Consumo médio GPL/gasolina para 100km: 7.86l/0.5l
Custo para 100km: 6.76€
  • Corolla 1.4 D4D
Consumo médio gasóleo (anunciado) para 100km: 5.4l
Custo para 100km: 7.09€

Se ao valor do GPL somarmos a deslocação ao posto de abastecimento que, infelizmente, não calha em caminho, para os cerca de 450km de autonomia disponíveis no depósito, os valores são iguais!
Neste panorama, olhando apenas para a despesa em combustível, a aplicação da Contribuição de Serviço Rodoviário veio equiparar GPL e gasóleo... esperemos para ver a evolução dos preços.

Enviar um comentário